Últimos álbuns

Últimas notícias

dummy Professora é demitida e acusada de “terrorismo” por dizer a aluna lésbica “Deus ama você”
  • 7 dias
  • 0 comentário(s)

O Tribunal do Trabalho do Reino Unido julgou improcedente a tentativa de uma professora cristã de reaver seu emprego numa escola. Ela foi acusada de discriminação, por ter falado sobre questões religiosas aos alunos. Svetlana Powell, que possui 17 anos de experiência no magistério, foi demitida pela Academia de Aprendizagem T2, na cidade de Bristol em junho de 2016. O motivo foi seu posicionamento sobre a homossexualidade. Uma aluna lésbica denunciou a professora, que foi enquadrada como potencial “perigo de radicalização”, pelo órgão de vigilância antiterrorista do governo, a Prevent. PUBLICIDADE inRead invented by Teads Powell diz que respondeu a uma estudante de 17 anos sobre sua crença pessoal, explicando que a homossexualidade era contra a vontade de Deus. Porém, deixou claro que, como cristã, amava a cada pessoa, independentemente do que eles faziam.

dummy Pastor é ameaçado de morte por ajudar jovens que querem deixar a homossexualidade
  • 7 dias
  • 0 comentário(s)

O pastor Jeremy Schossau, da Igreja Metro City, em Riverview, Michigan (EUA), está enfrentando uma dura perseguição após iniciar um programa de ajuda para adolescentes que desejam deixar a homossexualidade. Após publicar no Facebook que sua igreja oferecia um workshop chamado “Sem vergonha de ser quem você é” para meninas que estão lutando contra a ideia de serem trans, bi ou gay, ele passou a ser ameaçado por ativistas LGBT. As acusações é que ele estaria oferecendo um “programa de conversão”, querendo mudar a orientação sexual das adolescentes. Seth Tooley, que já foi membro da igreja, mas a abandonou após se assumir gay acusa o pastor e a esposa de “abuso” por que oraram publicamente por ele, tentando expulsar “o demônio da homossexualidade”.

dummy Bolsonaro abre queixa-crime contra Jean Wyllys pelos crimes de injúria e calúnia
  • 7 dias
  • 0 comentário(s)

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC/RJ) abriu junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma queixa-crime contra o também parlamentar Jean Wyllys (PSOL-RJ), acusando-o dos crimes de injúria e calúnia. A base do pedido é uma entrevista de Wyllys ao jornal “O Povo”, em agosto do ano passado, onde ele chama Bolsonaro de “fascista”, “burro”, “ignorante”, “desqualificado”, “racista” e “canalha”. Embora o ex-BBB não tenha citado o deputado nominalmente destacou ao jornal que tem “milhares de usuários de redes sociais” e o chamam de “mito”. Wyllys também seria responsável por uma calúnia, porque teria afirmando que Bolsonaro recebeu uma quantia ilegal da JBS.

dummy Trump envia U$ 55 milhões para ajudar cristãos perseguidos
  • 1 mês
  • 0 comentário(s)

Em outubro de 2017, o vice-presidente dos EUA Mike Pence anunciou que a administração Trump estava mudando sua política de ajuda a nações estrangeiras e iria parar de esperar que a ONU administrasse suas doações. Agora, o governo dos Estados Unidos anunciou que dará um ajuda direta aos cristãos perseguidos no Iraque, que se esforçam para reconstruir suas vidas, após as planícies de Nínive ficarem livres do Estado Islâmico. No passado, a ONU reconheceu o genocídio de yazidis na região, mas se recusou a fazer o mesmo com os cristãos. Apesar de prometer ajuda, ela nunca chegou.

dummy Polícia revela como funcionava templo satânico onde crianças foram mortas
  • 1 mês
  • 0 comentário(s)

Com poucas moradias no entorno, a residência laranja é cercada pelo mato alto. Do lado de dentro, uma estátua com a representação tradicional do demônio, vermelha e com chifres. O templo está registrado e possui até CNPJ. Sua antiga sede era Porto Alegre. Os vizinhos do local, uma casa na zona norte da Capital, confirmaram que o bruxo morou ali e que fazia rituais no local. Ele se mudou para o sítio há cerca de um ano. “A gente via de tudo ali. Ouvia, também. E todo tipo de pessoa frequentava. Pagavam um dinheirão. Um dia, uma mulher me disse que pagou R$ 10 mil”, contou um homem que trabalha nas redondezas, mas preferiu não se identificar. O delegado Moacir Fermino, que lidera a investigação, disse que a suspeita maior é de que as duas crianças seriam argentinas. Um dos suspeitos presos juntos com o bruxo, que seria um aprendiz, é natural do país vizinho. Os exames de DNA ainda não ficaram prontos, mas poderão confirmar a tese da polícia. Caso seja comprovado que a mulher que foi enterrada no mesmo local também era estrangeira, isso resolveria a questão do porquê ninguém tinha denunciado o desaparecimento das crianças até agora.

Todos os direitos Reservados a Rádio Ondas da Fé.
Sistema criado por Webservic